6 de novembro de 2011

Medo aprisionador!

 




Eu corro,para bem longe,me aproximando sempre mais daquilo que eu queria me afastar.Eu fujo,mas não sei ao certo do que.
    Me escondo atras dos meus medos,dos meus sorrisos,das minhas piadas.Me sinto fraca pra enfrentar o meu maior inimigo,eu mesma.
  Há tempos que me sinto assim,desolada,não sei para onde seguir.Eu sinto raiva, ódio,medo,solidão,tudo.Não são as pessoas que me cercam que causam isso,nem a falta delas,mas sim eu mesma.
   Sinto-me mal,é como se estivesse vivendo aprisionada.Tudo não posso,tudo é demais.Os meus ideais,fracos e soltos,bonitos demais,mas eu como sempre fraca demais pra segui-los.
    Eu só queria ter força para gritar,com toda a raiva que me habita,que EU não quero ser como os outros,e assumir para mim mesma isso,e faze-lo,viver da maneira que eu planejei na minha mente,seguir meus ideias.Afinal é a minha vida que está em jogo aqui.
   Quero sair dessa prisão chamada medo,me libertar dessa dependência afetiva,mostrar para mim mesma que posso sim fazer o que quero,posso sim conseguir o que desejo.
     Provar que eu posso viver do jeito que planejei,é diferente,porém não é loucura,e mesmo que fosse,nunca disse que não tinha um porção de loucura dentro de mim!A questão é,como liberta-la?

(Danieli.P)

Nenhum comentário: