30 de julho de 2011

Amor cego,surdo e mudo!

 Decidida a seguir,deixo tudo que lembra você,e finjo não ver as coisas que não posso deixar.Como as estrelas e o próprio luar,como as flores e as músicas que tocam sem parar naquele velho rádio.Por pior que seja,estou conseguindo,esqueci seu endereço,seu perfume,seu sorriso,e aos poucos esquecendo totalmente de você.
   Mas infelizmente não estou conseguindo tirar-te do meu peito,pois o amor é cego,surdo e mudo,ele apenas sente,e lá dentro você vive,vive com tanta intensidade que confundo com minha própria existência.
(Danieli.P)

Nenhum comentário: